20 janeiro 2014

VDK-2849

Vdk00 Lusa na Copa do Brasil:
Vdk01 1997: (12º) 2V; 2E; 2D
Vdk02 1998: (17º) 2V; 0E; 2D
Vdk03 1999: (11º) 2V; 2E; 1D
Vdk04 2000: (12º) 2V; 3E; 1D
Vdk05 2001: (12º) 3V; 1E; 2D
Vdk06 2002: (10º) 4V; 0E; 2D
Vdk07 2007: (27º) 1V; 1E; 1D
Vdk08 2008: (12º) 2V; 3E; 1D
Vdk09 2009: (39º) 0V; 2E; 0D
Vdk10 2010: (15º) 2V; 1E; 2D
Vdk11 2011: (38º) 1V; 0E; 1D
Vdk12 2012: (13º) 2V; 2E; 2D
Vdk13 2013: (55º) 0V; 2E; 0D
Vdk14 2014: Portuguesa x Potiguar-M-RN
1
=Torcedoras pelo Mundo - 45=
13

11 comentários:

fluminense disse...

Boooooooooooooom dia Amigos.

chicão pela 1ª vez deletei um comentário por ofensas pessoais no FFE vou te mandar por email pois teu nome foi citado e não merece ser postado aqui!


Um The Best Abração para todos.


STSF Olavo

Chico da Kombi disse...


Bom dia, amigos.

The Best Olavo, pela falta de conteúdo e teor chulo do comentário, acho que é a mesma pessoa que vomita suas vermes no voudekombi.
Pra não dar a mínima chance para esse sacripanta, é que decidi manter o blog eternamente sob moderação.

Releve, meu caro.

Abraços ireceenses pra todos.

Fernando xaruto disse...

O Cariocão começou e o mengão já levanta poeira ...

-
-

Nobilíssimo Pedro Jang Costa,


o Brasil é um pais de tamanho de um continente. Antigamente a comunicação então era um negocio complicado. Assim sendo os campeonatos estaduais eram os mais badalados sendo neste sentido até a existência de uma grande rivalidade entre o Rio e São Paulo. Com a evolução dos tempos e melhor mobilidade a o Campeonato Brasileiro passou a dominar o futebol e os chamados estaduais ficaram em 2º plano. Principalmente a partir dos anos 90 para a frente.
Sou nascido em 1960, mas creio que todos que nasceram até os final dos anos 80 definiram seus times de coração por causa dos Campeonatos estaduais, que por sinal eram disputadíssimos.
Comparar os estaduais com campeonatos distritais de Portugal é um engano, até por que aqui no Brasil existem muitos campeonatos no interior que são exatamente distritais e em muitos casos interessantes. Minha esposa é do interior e por frequentar muito a região já vi muitas vezes o NAC ( Natividade Atletico Clube) dar uns sacodes no seu Cardoso Moreira, pois disputavam o mesmo campeonato. O mesmo acontece em todo o Brasil.
OBS: Sou 100% contra o fim dos Estaduais


Vovô XAruto

Chico da Kombi disse...


Boa tarde, vovô Xaruto.

Tenho duas sugestões para a continuidade dos estaduais.

l- Somente com os clubes pequenos, com 11 meses de duração.

2- Somente com os grandes (Ou com 8 clubes no máximo), com duração de 28 dias.

EL TANQUE neles!

Abraço ireceense.

DataKombiNews disse...



78ª rodada do campeonato que não acabou:

http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/a-oferta-de-r-4-milhoes-que-a-cbf-fez-para-a-diretoria-da-portuguesa-e-revoltante-dinheiro-para-que-nao-entre-na-justica-comum-para-ficar-na-serie-a-a-revelacao-embrulha-o-estomago-de-quem-acompanh-20012014/

Fernando xaruto disse...

Chico a minha sugestão é a seguinte:

1) Campeonatos estaduais com o mínimo de 12 e máximo de 20 times, disputa por pontos corridos com turno e returno sendo o campeão aquele somar mais pontos. Duração 11 meses e jogos apenas nos sábados e domingos.

2) Campeonato Brasileiro disputado nos moldes como é disputado a Liga Europeia. 1ª fase com grupos com 4 times e depois mata mata entre com os dois melhores de cada grupo até definir o campeão. Duração: 11 meses. Jogos apenas nas 4ª e 5ªs feiras

3) Copa do Brasil nos moldes como é disputado a Copa da UEFA. Duração 11 meses ... jogos as 4ª e 5ªs feiras.

OBS: Os participantes do campeonato Brasileiro e da Copa da Uefa seriam definidos conforme classificação nos estaduais.

4) Libertadores: disputado apenas entre os campeões nacionais de cada pais. Sistema de mata. Duração de 11 meses jogos 4ª ou 5ªs feiras.


Só dessa forma poderíamos inclusive adequar o calendario brasileiro com o europeu ...


Vovô Xaruto

fluminense disse...

Sou contra os clubes grandes disputarem campeonatos estaduais:

1º Porque os 4 clubes grandes com as finanças já tão combalidas tem obrigação de deixar a federação estipular preços de ingressos para tirar um percentual para financiar os pequenos.

2º os clubes pequenos estão sendo usados para por em exposição jogadores de empresários eles então que banquem!

3º Para haver participação dos 4 os pequenos poderiam se juntar por região formando equipes mais fortes e com melhor alavancamento de patrocínio, exemplo: Americano e Macaé, Rezende e Volta Redonda, e etc., dessa forma teríamos uns 12 clubes, e a federação não precisaria botar na conta dos grande, além de exigir estádios de qualidades!

Outra ideia eles jogassem o ano todo o CC com alguns jogadores da base dos grandes sem custo.



STSF Olavo

fluminense disse...

Justiça de São Paulo derruba liminar que devolvia pontos ao Fla
Decisão acata pedido de efeito suspensivo por parte da CBF

Publicado em 20 de janeiro de 2014 às 18:27
CBF conseguiu sucesso em recurso contra o Flamengo
CBF conseguiu sucesso em recurso contra o Flamengo

A Justiça de São Paulo concedeu nesta segunda-feira efeito suspensivo derrubando a liminar que obrigava a CBF a devolver quatro pontos para o Flamengo no Campeonato Brasileiro. A ação havia sido movida na 42ª Vara Cível pelo advogado Luiz Paulo Pieruccetti Marques, sócio e torcedor rubro-negro. A resposta foi da CBF;

Arthur Vieira, que conseguiu liminar semelhante para a restituição dos pontos perdidos pela Portuguesa, na mesma Vara Cível, entrou como terceiro interessado.

Fonte: ESPN.com.br - Autor: Rodrigo Mendes


STSF Olavo

Daniel Pablo disse...

No corrupto Brasiu (com "u" mesmo) acreditar na honestidade e boa-fé dos cartolas é a mais pura ingenuidade.

Eu sempre achei que na Lusa tava todo mundo (cartolas, treinador, comissão técnica e até jogadores) sabendo que o Heverton estava suspenso e que mesmo assim o escalariam para ganhar unzinho ($$$) por fora e o clube e os torcedores que se fudessem.

Na história futebou (com "u" também) brasileiro é possível que a maioria dos campeonatos tenham sido decididos nos bastidores. Abundam reclamações das mais diversas épocas. Ademais em todas as épocas a cartolagem andou de mãos dadas com os políticos (e me digam o nome de um político honesto) e até com criminosos (exemplo Castor de Andrade e Emil Pinheiro), sendo algo aparentemente simples para um cartola, subornar um árbitro para quem está metido em negócios mais escusos e perigosos.

Neste prisma as conquistas que mais se aproximam de uma certeza de terem sido obtidas no campo de honra são as do Botafogo de Futebol e Regatas nos aos sessenta, e por que isso?

No final dos aos 50 quando se começou a montar o super time do Fogão, o clube de General Severiano não era o clube das massas e nem o da elite endinheirada, ou seja não devia ter tanta "influência de bastidores".

Outro ponto, a excelência dos craques alvi-negros foi comprovada na seleção Brasileira, tendo o Fogão cedido mais jogadores para as copas que o Brasil ganhou além disso foi do Fogão que saiu o melhor jogador de cada copa vencida (Didi 58, Garrincha 62 e Jairzinho 70).

Mas, seria outra ingenuidade pensar que os certames da Fifa primam pela honestidade e transparência, muitos resultados desta competição possuem uma aura suspeita:
o Bi da Itália nos anos 30 que na época era governada pelo Dulce Mussoline, uma santa pessoa para não dizer o contrário;
a bola que não entrou mas que o juíz deu gol para Inglaterra, na final da copa de 1966 disputada na Inglaterra;
o goleiro argentino que jogava na seleção do peru e que tomou 6 gols da Argentina, na copa da Argentina em 78.

Então, se até as copas são sujas, por que as vencidas pelo Botafogo (sinônimo de seleção brasileira) são honestas?

Simples, nos anos 50, 60 e 70 o Brasil era simplismente uma nulidade no cenário internacional, a sua pouca influência no meio socio-político mundial se limitava aos países vizinhos e era bem menor que a influência de nossos hermanos portenhos, bem mais desenvolvidos que nós na época.

Concluindo, como um país pobre, rural, atrasado, do terceiro mundo, fudido, lascado, uma grande selva na visão dos Europeus - assim era o brasiu (com minúscula e u), pode exercer influência nos bastidores de uma instituição criada e dominada por europeus???????

Resposta: não pode.

Então, se mesmo com este cenário adverso, a seleção brasileira ganha três copas, a conclusão que se chega era que os jogadores botafoguenses da seleção brasileira eram simplesmente divinos, e não precisaram de ajudas externas para conquistar títulos na seleção e no Fogão.




abraços!!!








Chico da Kombi disse...


Boa noite, amigos.

O coração alvinegro do Dan colocou o Pelé abaixo de Didi e Jairzinho.

:o)

Boa, Dan!!!

Selefogo neles!

Abraços ireceenses pra todos.

Daniel Pablo disse...

Papito, que Pelé é o Rei não se discute, mas em 58 o melhor foi Didi, eleito pela própria Fifa o melhor jogador do mundial, e em 70, Jairzinho fez 7 gols e Pelé 4. Ademais os gols dos Furacão foram mais bonitos que os do Rei, e saíram em momentos cruciais nos jogos.

abraços !!!